Aventuras de Sarah Rio Verde e suas companheiras entre um rio de esmeraldas e o mundo encantado das fadas, passando por inúmeras peripécias envolvendo humanos, fantasmas e seres míticos, na jornada do autoconhecimento e da evolução pessoal.

“Sem perceber o que se passava, morreu.
Não viu luz nem escuridão. Nem abismo que a engolisse, túnel que a guiasse ou anjo que lhe indicasse algum caminho ou direção.
Não apagou a consciência, mudou de plano ou dimensão.
A imagem que reconhecia como sua, materializou-se formando um espectro…”

 

ENCOMENDAS

Deixe uma resposta