“A moda passa, o estilo é eterno”

O vestuário, vai muito para além da função primária para que inicialmente foi concebido. É actualmente, uma linguagem elaborada, de expressão colectiva ou individual, de algo tão profundo e subjectivo como a nossa personalidade.

A moda – ditadura, é algo rígido e cristalizado, em oposição ao conceito de criação e liberdade, à versatilidade cor- forma- imagem, que lhe está subjacente.

Quer se queira, quer não, todos acabamos de alguma forma por se influenciados, ainda que inconscientemente, pelas tendências cada vez mais globalizadas, e pelas noções de estética vigente.

Há um exercício interessante: Olhar bem para dentro de nós próprios e interpretar a nossa essência, a nossa atitude. Esta, é uma marca pessoal e intransmissível. Verdadeira e original.

O nosso estilo, é a nossa forma de comunicar. Porque se nós não seremos jamais aquilo que vestimos, deveríamos no entanto, vestir sempre aquilo que somos.Com alegria e liberdade!

Moda é glamour, e elegância.
Beleza e originalidade – Diversão.
É movimento, num jogo de luzes e sombras – Ao espelho.
Metamorfose de ideias, sempre em construção. – Como nós!

 

Texto: Inês Soares, 08

Foto: Salsa

Leave a Comment