I´m Not a Dandy…(I am a Quaintrelle!)
MANIFESTO

Dandy:
“Homem de bom gosto e fantástico sentido estético.
O cavalheiro perfeito. Um homem que vive de forma intensa.
Uma subespécie intelectual que dá um enorme valor ao esteticismo e à beleza dos pormenores.
É um pensador diletante, ocupa o seu tempo com lazer, actividades lúdicas e ociosas.
Tem uma obsessão pela classe e é dissidente do vulgar.
Actualmente, é conotado com o homem que tem uma preocupação exagerada com a aparência pessoal”.

I´m not a Dandy! I´m a Quaintrelle!

Com esta rúbrica pretendo desconstruir o conceito “Dandy” enquanto “homem fashion victim” (pelo facto de eu ser mulher e adepta do minimalismo) mas mantendo valores intemporais de elegância, cultura e lifestyle que o caracterizam.

Muito mais do que uma “Lady Like” delicada de aparência irrepreensível, voz suave e modos polidos, nós queremos ser Quaintrelles!

Livres para Ser, para Pensar e para Fazer.

Gostamos de Moda, sem nos deixarmos aprisionar por ela.
Ouvimos musica de outras eras e gostamos de filmes antigos.
Cultivamos o gosto pelo vintage intemporal, sem perder o olhar fresco e contemporâneo com que filtramos as nossas influências.

Entendemos a cultura como alimento do espírito. E cuidar do intelecto, é para nos tão importante como o bem-estar físico ou mental!

Somos seres outsiders, muitas vezes incompreendidos, e não nos importamos minimamente.

De gosto refinado e sentido crítico apurado apreciamos os pequenos luxos e sabemos reconhecer a verdadeira delicadeza.
O que nos causa repulsa? A ignorância e a vulgaridade.
Os estereótipos. A falta de coragem para assumir quem se é, e arriscar.

Praticamos o culto dos “prazeres da vida” tentando incluir nos nossos dias actividades construtivas, que nos preencham e elevem.

Vivemos Aqui e Agora e assumimos as nossas escolhas como parte integrante e inevitável ao nosso crescimento pessoal.

Somos o Projecto de nós mesmas, em permanente construção. (RunwayMag)

Leave a Comment