Ninguém colecciona Newsletters, como se fossem postais ilustrados.

Há qualquer coisa de efémero, volátil e impermanente em todas as coisas que hoje são.

Do acumular desenfreado de objectos, ao desapego que hoje pauta a vida de tantas pessoas (a minha também…) não faria sentido de outra forma.

E no entanto, adoro Newsletters.
Gosto de as receber, e da relação de proximidade que se estabelece entre remetente e subscritor.

Gosto de as produzir, com todo o cuidado, revendo imagens e palavras, ao mínimo detalhe.

Sei que o encantamento dura cinco minutos, mas durante esses cinco minutos, a magia pode acontecer!

Que a nossa bagagem sejam só experiências bonitas.

(Coisas não).

Leave a Comment