Mais de 140 empresas participarão ao longo deste ano em mais de 70 fóruns em 16 mercados distintos.

Todo o processo de internacionalização das marcas portuguesas
tem passado pelo trabalho desenvolvido pela APPICCAPS (Associação portuguesa dos industriais de calçado,componentes, artigos de pele e seus sucedâneos), que em parceria com a AICEP e o apoio do Programa COMPETE tem levado a cabo uma super campanha de marketing, num investimento total de 10 milhões de Euros.

A necessária reestruturação de um sector que durante muitos anos foi vocacionado apenas para a produção aliou o “saber-fazer” acumulado ao longo de gerações à criatividade e originalidade do design bem como ao recurso a novas tecnologias, para dar resposta a mercados cada vez mais competitivos e exigentes.

O calçado português está na moda e reivindica um estatuto de referência internacional que apenas nos habituamos a dar a Inglaterra ou Itália.

A indústria reinventou-se assumindo uma perspectiva de inovação e investiu como nunca na promoção e divulgação dos seus produtos.

Uma estratégia de marketing delineada ao pormenor, desdobra-se em acções quer junto da imprensa, quer junto de potenciais clientes, projectando uma nova imagem.

A forte presença na internet através do blog www.portuguesesoul.com; o lançamento da primeira revista da especialidade – uma sofisticada publicação distribuída nos mercados internacionais; os inúmeros editoriais de moda publicados em revistas de prestígio e a presença assídua de marcas como Luís Onofre; Fly London; Chocolate Negro; Goldmud; Y.E.S; Dkode e Nobrand no desfile colectivo de calçado do Portugal Fashion, têm projectado Portugal além fronteiras.

Sendo a promoção externa a primeira das prioridades do sector, a APPICCAPS tem como
objectivos a consolidação da posição já alcançada, a diversificação de destinos de exportação, a abordagem de novos mercados e a internacionalização de novas marcas.

A nova imagem da indústria portuguesa do calçado, reflecte-se na campanha para 2011 “The Sexiest Industry in Europe”.

 Uma abordagem ousada, irreverente e provocadora que imprime inovação e juventude a um sector que a nível interno era considerado conservador e tradicional.

Qualidade, design, “fashion sense” e uma estratégia de marketing e publicidade bem delineada, fazem do sector do calçado português um modelo de sucesso e um exemplo de optimismo e determinação.

Leave a Comment